Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Dream Teens Aventura Social

O Dream Teens é uma rede de 106 jovens líderes (entre os 11 e os 19 anos), que juntamente com a equipa de apoio formada por especialistas, constitui uma rede a nível nacional.

Trabalhos de casa: sim ou não?

trabalhos-de-casa.jpg

 

Trabalhos de casa: sim ou não?

 

As crianças têm cada vez menos tempo livre. A escola e as atividades extracurriculares ocupam a maior parte do tempo das crianças hoje em dia, sobrando muito pouco tempo livre para despender com as famílias e para brincar. E os trabalhos de casa vêm, neste contexto, ameaçar ainda mais o tempo destas crianças, nomeadamente o que passam com os pais em casa e até a harmonia familiar ao final do dia. Uma questão tem, então, sido colocada ultimamente: será que as crianças deveriam mesmo trazer trabalhos para casa?

No primeiro ciclo, trazer trabalhos de casa todos os dias é excessivo, na minha opinião. Acho isto principalmente porque, no primeiro ciclo, as crianças ainda não têm maturidade suficiente para perceberem o porquê de não poderem brincar, de terem de estar uma hora, ou por vezes mais, a fazer algo por obrigação, para além de todas as horas que já passaram na escola. Concordo, contudo, que existam trabalhos de casa esporadicamente como, por exemplo, aos fins de semana.

A partir do segundo ciclo, acho que os alunos devem receber trabalhos para fazer em casa. Contudo, essas tarefas deveriam ser moderadas relativamente à quantidade e divididas por todas as disciplinas do currículo, para que os alunos se pudessem preparar para todas elas. Os trabalhos de casa servem, neste caso, como uma habituação ao estudo e como revisão da matéria lecionada durante o dia.

Quando os jovens já são mais velhos, acho que os trabalhos de casa não deveriam ser obrigatórios, mas sim propostos. Deste modo, estar-se-ia a dar uma maior independência e autonomia aos alunos e a permitir que eles também tenham algum poder de decisão nos seus estudos.

Acho inviável que os trabalhos de casa sejam retirados completamente. Na minha opinião, estes são uma boa forma de ir consolidando aprendizagens, visto que isto não é muitas vezes possível em tempo de aulas, apesar da pesada carga horária que os alunos têm hoje em dia. A verdade, é que os programas e metas curriculares são demasiado extensos para que todo este trabalho possa ser realizado em sala de aula.

 

-Beatriz Figueiredo

 

Contatos

Email: dreamteensaventurasocial@gmail.com Tel: 214 149 152

Quer saber mais sobre o DREAM TEENS?

Com início em março de 2014, o Dream Teens (DT) faz parte do projeto Aventura Social, sob a coordenação da Professora Doutora Margarida Gaspar de Matos (Faculdade de Motricidade Humana da Universidade de Lisboa), em parceria com a Fundação Calouste Gulbenkian e a Sociedade Portuguesa de Psicologia da Saúde. O Dream Teens é uma rede de 106 jovens líderes (entre os 11 e os 19 anos), que juntamente com a equipa de apoio formada por especialistas, constitui uma rede a nível nacional. O objetivo desta rede é estimular nestes jovens o sentimento de responsabilidade, liderança, empreendedorismo e autonomia, para que possam transformar os seus sonhos e ideias em projetos concretos. No Dream Teens os jovens líderes tem mais voz, e estas vozes motivam mais e mais jovens portugueses principalmente através de ações que estimulam a participação social e cívica.

Arquivo DT